2016

Em 2016, tivemos vitórias significativas e históricas. Entre as quais se destacam: o dois a zero contra o Grêmio, no jogo centenário da Arena. A final da Copa Caçapava, onde vencemos o Novo Hamburgo, duas vezes. No tempo normal três a um, nos pênaltis três a zero. Com capitão Fábio Kampi, pegando todas as cobranças, mostrando qualidade e segurança do melhor goleiro do Campeonato Gaúcho. Nas três competições regionais que participamos, conquistamos dois títulos, Campeão do Interior  (no Campeonato Gaúcho) e Copa Caçapava. O ano marcou retorno ao Campeonato Brasileiro série D. No campo, cada partida disputada e intensidade. No comando, o treinador China Balbino provou capacidade e competência. Na comissão técnica, experiência Toninho Castilho (preparador goleiro), qualidade de Leonardo Fortino (preparador físico), o promissor e motivado João Pedro Lock (auxiliar técnico), os profissionais trabalham em sintonia e buscam a excelência. Além dos títulos no profissional, a categoria de base, onde São José é um dos cinco clubes no Rio Grande do Sul, com certificado de formador emitido pela CBF. Obteve conquistas e taças em quantidade. Uma façanha, no mesmo ano, tivemos dois melhores dirigentes de 2016. O diretor executivo João Lock, melhor dirigente do Campeonato Gaúcho e o coordenador de futebol Nilton Batista, melhor dirigente do Campeonato Encosta da Serra  (competição que o Zequinha conquistou taças em todas as categorias). Em 2017, teremos além das competições regionais, dois campeonatos nacionais; Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

You may also like...